CT Informática

Notícias

24/01/2013 - Concílio Vaticano II: 50 anos de renovação na Igreja Católica

Em 11 de outubro de 1962, o antecessor de Pio XII,  João XXIII, inaugurou o Concílio Vaticano II – reunião de autoridades eclesiásticas com o objetivo de discutir questões pastorais e doutrinárias, de fé e costumes. Os oito primeiros foram realizados no Oriente e todos os demais na Europa, sendo o Vaticano II o 21º concílio, o mais numeroso, com cerca de 2.800 padres, de 116 países, com duração de quatro anos (1962 - 1965). Os bispos se reuniam 10 semanas por ano, entre setembro e dezembro, voltando para a sua terra para estudar os documentos e o trabalho das comissões. Em 3 de junho de 1963, João XXIII morre deixando seu legado para o papa Paulo VI que encerrou o concílio em 8 de dezembro de 1965.

O Vaticano II foi chamado de pastoral. Os demais concílios foram chamados para dar definições ou para condenar erros. “O Vaticano II não condena nada. A intenção de João XXIII era que fosse um novo Pentecostes. A partir da doutrina de sempre, procurou a maneira de dizer a fé de forma mais compreensível, em diálogo com os cristãos entre si, dos cristãos com os membros de outras igrejas não católicas e mesmo com as pessoas do mundo inteiro”, explica Trudel. “Hoje nós temos conselhos, grupos de estudo da palavra de Deus e muitos leigos e leigas que trabalham na pastoral”, completa.

Em conferência na Universidade Católica de Pernambuco (Unicap), o Teólogo Christoph Theobald disse que “a herança do concílio deveria ser mais do que decretos que podem envelhecer a sua metodologia”. Para Theobald, ele deve procurar refletir a partir da Palavra de Deus, na história, na revelação, procurando discernir os sinais dos tempos. Identificar, nas circunstâncias atuais, Deus quer nos falar.

» Constituições dogmáticas ou pastorais do Concílio Vaticano II
- Dei Verbum (sobre a revelação divina), 
- Lumen Gentium (sobre a Igreja),
- Gaudium et Spes (a Igreja e no mundo) 
- Sacrosanctum Concilium (na liturgia)

O primeiro texto foi discutido e aprovado em dezembro de 1963. Nele foram dadas as novas orientações, como a celebração da missa em idiomas vernáculos (idioma local), o altar voltado para o povo, a revisão dos demais sacramentos (batismo, eucaristia, crisma, penitência, matrimônio, unção dos enfermos e ordem) e a ampliação do diálogo inter-religioso, com o uso mais abundante da bíblia.

» Decretos
- Ad Gentes (A missão)
Papel na Igreja dos leigos, dos Bispos, dos padres, dos religiosos e religiosas e os meios de comunicação social.

O Ano da Fé segue até o dia 24 de novembro de 2013, na Solenidade de Cristo Rei.

 

 

PESQUISA: ne10.uol.com.br

Ver todas >

< Voltar

Rua Dr.Marinho Lobo, 80 Sala 103
  | CEP: 
89201-020 | Joinville | SC | Brasil
  | Fone: 
(47) 3422-8286
CT Informatica